Aulas voltam nesta segunda com mudanças no estado de São Paulo

Vans escolares próximas à Escola Estadual Eurípedes Simões de Paula, no Grajaú (zona sul de SP) - Ronny Santos - 23.nov.18/Folhapress

Vans escolares próximas à Escola Estadual Eurípedes Simões de Paula, no Grajaú (zona sul de SP) – Ronny Santos – 23.nov.18/Folhapress

Os 3,5 milhões de alunos da rede estadual de ensino voltam nesta segunda-feira (3) às aulas nas mais de 5.000 escolas do estado de São Paulo. Uma das maiores mudanças para os estudantes em 2020 é o novo cronograma de férias escolares.

A partir deste ano, os alunos terão quatro recessos: uma semana em abril, duas semanas em julho, uma semana em outubro e 30 dias entre dezembro e janeiro. Segundo o novo calendário, o encerramento do primeiro bimestre das aulas será entre 20 e 24 de abril.

O período de férias acontecerá entre 10 e 26 de julho. O segundo recesso, que marca o fim do terceiro bimestre, deverá ser entre 13 e 16 de outubro. Por fim, o encerramento do ano letivo será dia 23 de dezembro. O número de aulas também aumentou.

Serão sete aulas diárias de 45 minutos cada, ao invés de seis de 50 minutos como no ano passado. Todas as disciplinas regulares foram mantidas.

Os estudantes do período matutino passam a sair da escola às 12h35, não mais às 12h20. No período vespertino, a saída será às 18h35. Em 2019 era às 18h20.

As escolas vão receber o Projeto de Vida, que oferecerá aulas em que o aluno realiza atividades para pensar no futuro profissional. Apesar das mudanças, as férias dos professores continuam como nos anos anteriores, com 15 dias em janeiro e 15 dias em julho.

A pasta também lança nesta segunda uma nova versão do diário de classe, que passa a ser digital e substitui a versão impressa do documento utilizado pelos professores para registrar a movimentação dos alunos.