Chuva em agosto ficou 91% abaixo da média em SP

Paulistanos aproveitam o calor no Parque Villa Lobos, zona oeste da capital - Fabio Braga - 26.dez.16/Folhapress

Paulistanos aproveitam o calor no Parque Villa Lobos, zona oeste da capital – Fabio Braga – 26.dez.16/Folhapress

A chuva de agosto em São Paulo foi 91% menor do que a média histórica esperada para o mês, segundo dados do Climatempo. Para esse período, eram esperados 36 milímetros de chuva, mas foram registrados apenas 3,3 mm de acordo com dados do Mirante de Santana do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Durante o mês, as massas de ar frio chegaram com até forte intensidade, provocando quedas de temperatura na cidade e no leste do estado. Mas, devido à baixa umidade, mesmo com as passagens das frentes frias que provocaram a mudança no tempo, não houve formação de áreas de instabilidade suficientes para provocar aumento da precipitação mensal. Desta forma, o volume acumulado foi baixo na capital dentro do período, afirma em nota o Climatempo.

Se o último dia de agosto foi o mais quente do inverno na capital, com os termômetros na casa dos 32,1ºC, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), a primeira semana de setembro vai obrigar a separar o casaco e o guarda-chuva. As temperaturas começarão a despencar entre este domingo (1º) até a próxima quinta-feira (5), segundo a Defesa Civil de São Paulo. O órgão emitiu ontem um alerta de tempestade para várias cidades do estado, incluindo litoral, interior e região metropolitana.

As chuvas, que podem chegar a 100 milímetros em determinadas regiões, ocorrem poucos dias após tempestades causadas por uma frente fria que também derrubou as temperaturas na capital.

Para este domingo, a previsão do Inmet é de temperatura mínima de 18ºC e máxima de 26ºC. Já na segunda (2), a máxima é de 24ºC, com mínima prevista para 15ºC.