Taxista é baleado na cabeça em assalto na Grande SP

Personal accounting

Um sargento aposentado da Polícia Militar, que atualmente trabalha como taxista, foi baleado na cabeça durante um assalto no sábado à noite, em Barueri (Grande São Paulo). De acordo com a PM, foi constatada a morte cerebral da vítima, Sidnei Vittorazzo, 57 anos. Ontem, não havia mais informações sobre o estado dele.

Vittorazzo trabalha como taxista há nove anos em um ponto da cidade de Santana de Parnaíba, também na Grande São Paulo.

Segundo a PM, o sargento aposentado foi sido assaltado por volta das 18h45 do sábado, ao final de uma corrida com três passageiros. A polícia não sabe se ele reagiu ao assalto. Os bandidos fugiram levando o carro do taxista, um Renault Sandero, que foi encontrado abandonado na tarde de ontem na rua Islândia, em Barueri.

Carro levado

A polícia não sabe se ele reagiu ao assalto. Os bandidos fugi­ram levando o carro do ta­xista, um Renault Sandero, que foi encontrado abando­nado na tarde de ontem na rua Islândia, em Barueri. Testemunhas chamaram a Guarda Civil da cidade.Quando chegaram ao local do crime, os guardas encon­traram o taxista baleado na rua. Ele levado ao Sameb (Pronto Socorro Central de Barueri), e depois encami­ nhado em estado em grave para o Hospital das Clínicas (zona oeste de São Paulo), onde estava hospitalizado até a noite de ontem.

O caso foi registrado na delegacia central de Barueri, que segue com as investiga­ções para localização e prisão dos três suspeitos envolvidos na morte do taxista. A repor­tagem não conseguiu conta­to com a família do PM apo­sentado.