Botijão de gás deve subir até R$ 3 na capital

Personal accounting

O preço do botijão do gás de cozinha de 13 quilos deverá subir até R$ 3 na capital nos próximos dias, segundo previsão do Sergás (sindicato dos revendedores de gás do Estado de São Paulo).

A medida é reflexo do reajuste de 6,7% no valor do botijão de gás, anunciado ontem pela Petrobras para as refinarias. O preço maior começa a valer hoje.

Cálculos da estatal são de que, se for repassado ao consumidor, o valor do gás subirá, em média, 2,2%, ou R$ 1,25 por botijão. Mas as previsões do Sergás são maiores e mostram que a elevação deve ser a partir de R$ 1,80. “Esse reajuste veio em péssima hora”, afirmou o presidente do Sergás, Robson Carneiro dos Santos. Segundo ele, não há como os revendedores não repassarem a alta aos clientes.

Pesquisa feita pela reportagem ontem na capital mostra que a diferença no valor do botijão passa dos R$ 20, dependendo da região. O produto mais em conta para retirada foi encontrado na zona leste, por R$ 44, e o mais caro, no centro, por R$ 70. “Quem não aumentar ficará no prejuízo”, disse Marcelo Guimarães, dono de três lojas na zona leste.