Árvore cimentada revolta morador de Ribeirão Pires

ARVOREUm morador de Ribeirão Pires acusa uma empresa terceirizada da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) de ser a responsável por cimentar o pé de uma árvore nativa preservada em frente a UBS (Unidade Básica de Saúde) Central Yutaka Ishirara, no Centro. De acordo com o denunciante, o caso aconteceu na terça-feira (04/04), após a empresa realizar serviços de manutenção e reparos de galeria de esgoto na rua Virgílio Golla, em frente à Câmara Municipal.

“Esta atitude pode provocar a morte da árvore e outros danos ao patrimônio estrutural da unidade básica de saúde”, reclamou Alaor Vieira, diretor de Saneamento, Meio Ambiente e Saúde Estadual da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).

De acordo com Vieira, um especialista esteve no local e constatou que trata-se de uma espécie de aroeira. Ainda segundo Vieira, alguém foi ao local tentar retirar o cimento e abafar o caso, porém só pirou a situação. “Espero que a Sabesp ajude a restaurar e recuperar a árvore. A empresa cimenta a árvore e depois vem cobrar do povo a preservação do meio ambiente. Eles estão indo contra os próprios princípios”, declarou.

Para Vieira, isso é culpa da terceirização do serviço e da falta de fiscalização da autarquia. “Falta seleção de mão de obra mais qualificada e a prensença de um técnico responsável para fiscalizar a obra”, afirmou.

Outro lado
O ABCD Maior procurou a Sabesp, que não respondeu ao questionamento até a publicação desta reportagem. Já a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Ribeirão Pires informou desconhecer o fato.