Psol volta a apostar em Alvarez e quer superar derrotas

alvarezCom histórico de desempenho pífio nas eleições em Santo André, o Psol oficializou ontem a pré-candidatura do ex-vereador Ricardo Alvarez ao Paço. A arquiteta Tatiana Landi (Psol) foi escolhida como vice na chapa do partido. O ato ocorreu na Câmara andreense.

Sem coligação partidária, Alvarez reconhece que a corrida à sucessão do prefeito Carlos Grana (PT) será difícil, mas aposta na imagem do partido para conquistar os votos. “Vamos explorar o fato de o Psol jamais ter recebido doação de empresas para financiar campanhas eleitorais. Enquanto muitas legendas estão sujas por conta desse esquema, nós estamos limpos”, sustenta.

Desde que o Psol foi criado, em 2005, a sigla jamais elegeu representantes na cidade e, nas duas únicas eleições municipais de que participou em Santo André (2008 e 2012), seu desempenho foi ruim. Em 2008, o próprio Alvarez chegou a disputar o Paço – ficou em 5º lugar (recebeu 7.495 votos). Em 2012, foi a vez de Marcelo Reina representar o partido na corrida majoritária, porém conquistou apenas 4.364 votos e também terminou a disputa como 5º colocado. No pleito de outubro, Reina tentará vaga na Câmara. “Vivemos uma fase de crescimento e acreditamos que podemos atingir bons resultados desta vez”, avalia Alvarez.

Sobre desempenho dos atuais candidatos a vereador, o ex-parlamentar se mostra cauteloso. “Fica complicado estimar quantas cadeiras de vereador vamos conseguir eleger, mas vamos lutar pelo máximo possível”, despistou Alvarez.

Escolhida como vice, Tatiana, 32 anos, nunca disputou eleições e celebra a possibilidade de representar as mulheres. Ela fará campanha grávida. “É uma honra poder compor a chapa. Isso mostra a preocupação do Psol com as mulheres. Vamos lutar nossos direitos.”