CIDADE S.JORGE FECHA AÇÃO SOCIAL

DGABC 4Moradores da Cidade São Jorge, em Santo André,souberam muito bem usufruir dos inúmeros serviços de Saúde, lazer e beleza ofertados de forma gratuita pelo Diário do Grande ABC nos Bairros no sábado. A sétima e última edição de 2016 da ação social promovida pelo Diário e parceiros ocorreu na EE Professor Ovídio Pires de Campos. Durante o dia, foram registrados 1.862 atendimentos.

Aluno do 7º ano do Ensino Fundamental do colégio estadual, Vinycius José Valfrido, 13 anos, foi um desses moradores do bairro que souberam tirar proveito do evento. “Não temos muitas opções de lazer por aqui. Hoje, felizmente, tivemos a oportunidade de brincar à vontade”, revela o estudante, que participou de oficina de pintura promovida pelo Instituto Sustentabilidade.

Já Richard Marcos Cavalcanti, 11, fez elogio de gente grande à organização. “Gostei de tudo o que foi oferecido. Todos os profissionais tiveram a boa vontade de tirar nossas dúvidas e ensinar”, declara o estudante.

A ajudante geral Daiana do Carmo Cavalcanti, 28, reside na Cidade São Jorge há dez anos. “Nosso bairro ainda tem muito o que ser melhorado. Para você ter ideia, os ratos‘assistem’ à televisão conosco”, brinca ela, obrigada a conviver com a desagradável presença do roedor, que habita lixões e mato da vizinhança.

A ajudante geral levou os dois filhos pequenos (4 e 11 anos) para cortar cabelo com a equipe da Associação de Cabeleireiros do ABC e, enquanto aguardava as crianças, aproveitou a oportunidade para aferir a pressão arterial e realizar o teste de glicemia (diabetes) ofertado pelo Colégio Renil. “Trabalho muito durante a semana. Portanto, dificilmente tenho tempo livre para limpar a casa e resolver todas as minhas pendências num mesmo dia. O Diário nos Bairros veio à vila na melhor hora possível”, comemora.

De acordo com a coordenadora regional do Programa Escola da Família, Solange Pascoal Bailão, o Diário do Grande ABC nos Bairros é de extrema importância para suprir algumas necessidades das comunidades mais carentes da região. “Temos localidades que oferecem poucas opções de lazer e diversão. A ação social surge, então, como excelente alternativa para a população”, avalia.

Enfermeira alerta sobre cuidados à saúde, que devem ser maiores no frio

DGABC 1Com as baixas temperaturas típicas de inverno, o número de infartos pode aumentar em quase 30% em relação às outras épocas do ano. Os dados são do INC (Instituto Nacional de Cardiologia). Idosos, cardíacos, diabéticos, fumantes e sedentários são os mais vulneráveis. “O frio contrai os vasos sanguíneos e aumenta a pressão arterial. Essa alteração faz com que as placas de gordura se desprendam das artérias, ocasionando obstruções na passagem do sangue pelas veias”, explica a enfermeira e professora do Colégio Renil Bárbara Gomes.

O frio também altera hábitos da população. A alimentação se torna mais pobre, rica em gorduras e carboidratos. Além disso, as pessoas ficam sedentárias. “É errado, mas é comum a pessoa tentar repor energias gastas ingerindo alimentos calóricos”, lamenta a enfermeira.

Esse é exatamente o caso da ajudante geral Daiana do Carmo Cavalcante, 28 anos, que aferiu a pressão e realizou o teste de glicemia (diabetes). “Abuso de fritura, principalmente bisteca de porco e frango frito. Infelizmente não posso ficar escolhendo o que comer”, justifica.

O mecânico Márcio Roberto, 42, é outro que também não dispensa uma gordurinha. “Não tenho o hábito de consumir alimentos gordurosos, mas não resisto àquela picanha assada”, alega.

As atitudes da ajudante geral e do mecânico são reprovadas pela enfermeira. “É importante praticar exercícios físicos e preparar refeições equilibradas, com mais fibras e bastante líquido”, recomenda a profissional.

Jogo ensina como o plástico é feito e importância de se reciclar o material

DGABC 2O Ciclo do Plástico, jogo ecológico idealizado pela Braskem, composto por algumas cartas, um dado e um tabuleiro gigante esticado no chão, que explica todo o processo do plástico, desde a extração do petróleo para sua fabricação à reciclagem, foi um dos destaques da sétima e última edição, no sábado, do Diário do Grande ABC nos Bairros em 2016.

A ação social foi realizada na EE Professor Ovídio Pires de Campos, localizada na Cidade São Jorge, em Santo André. Setenta e seis crianças participaram da atividade promovida pela empresa do ramo petrolífero.

A brincadeira funciona da seguinte maneira: cada jogador se locomove no tabuleiro de acordo com o número tirado no dado e com as instruções das cartas. A cada rodada, o participante vai aprendendo sobre o ciclo do plástico. No fim, ganham brindes.

“Temos obtido grandes resultados com essa ação. Percebemos que as crianças têm compreendido a importância da reciclagem”,festeja a assessora do programa de visitas da Braskem Jaqueline Duarte Costa.

Toda a preocupação da empresa com o meio ambiente faz sentido. Em 2015, o Inpes (Instituto de Pesquisas Socioeconômicas) da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) mostrou que a preocupação com a reciclagem no Grande ABC tem regredido.

Em 2010, 1.050 famílias foram ouvidas. Naquela ocasião, 20,6% dos entrevistados confessaram não praticar a separação dos resíduos em casa. No ano passado, o mesmo número de famílias foi questionado e, dessa vez, 29,7% afirmaram não fazer a ação.

Se depender dos participantes da gincana, a estatística tem tudo para voltar a avançar. “Devemos parar de poluir, porque corremos o sério risco de acabar com o meio ambiente no futuro”, afirma a aluna do 6º ano da EE Professor Ovídio Pires Sandra Vitória de Oliveira Lima, 12 anos.

Mesmo com a pouca idade,Julia Amaral de Lima, 9, sabe  muito bem o que acontece quando não há reciclagem ou descarte consciente de resíduos pela população. “Todo o lixo jogado na rua entope os bueiros e causa enchentes. Pessoas e animais acabam morrendo”, declara.

Temporada soma 15.844 atendimentos

DGABC 5É avaliado como sucesso absoluto o resultado da temporada 2016 do Diário do Grande ABC, que terminou no sábado coma ação na EE Professor Ovídeo Pires de Campos, em Santo André. Em sete edições realizadas no ano, foram contabilizados 15.844 atendimentos. Todos gratuitos.

A iniciativa do Diário, executada pelo departamento de Marketing, coordenado por Claudia Mara Richetto Zeber, obteve reconhecimento público. O jornal recebeu da Câmara de Rio Grande da Serra votos de congratulações, reconhecimento e júbilo pela realização da ação social na região.

“Parabéns a todos aqueles que de várias formas doaram seu tempo, trabalho e carinho para a realização deste importante ato de solidariedade, proporcionando sorrisos e alegrias ao próximo, ato este em que se exprimiu um imenso desejo de paz e harmonia junto à atitude de doação ao outro, na ajuda e colaboração baseada no respeito recíproco na prestação de serviços”, diz trecho da Moção 007/2016 aprovada pelos 13 vereadores.

Em 2016, a ação passou por Diadema (1.953 atendimentos),Mauá (3.673),Ribeirão Pires (2.710), Rio Grande (2.152), São Bernardo (2.178), São Caetano (1.316) e Santo André (1.862).