Ação social do Diário leva lazer e serviços de graça a Mauá

MAUA 1O Jardim Sônia Maria, em Mauá, esteve em festa no sábado, quando a EE Manoel Cação recebeu o Diário do Grande ABC nos Bairros. Pela manhã, dezenas de crianças fizeram fila no pátio para comer lanche, algodão-doce e pipoca e tomar refrigerante, oferecidos pelo Instituto Sustentabilidade. “São minhas comidas prediletas”, disse Murilo Alves, 10 anos.

Murilo não estava sozinho. Ele convidou o amigo Enzo Viera Vicalvi, 7. “Estou gostando de tudo. Nunca participei de algo assim”, declarou.

Adriana Mendes, 39, é mãe de dois filhos e reside no bairro desde que nasceu. A manicure comemora o fato de o evento proporcionar momentos que dificilmente a comunidade teria em outras ocasiões. “Sou a favor de inúmeras ações como essa não só em Mauá, mas em toda a região. Hoje em dia as crianças e jovens têm perdido muito tempo no computador”, afirmou.

Além das guloseimas, as crianças se divertiram com brinquedos infláveis, oficina de basquete da Liga Amadora do ABC, entre outros.

Os mauaenses também tiveram acesso gratuito a diversos serviços, como aferição de pressão arterial e teste de glicemia (diabetes); corte de cabelo e higienização de pele, palestras odontológicas e atendimentos oferecidos pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Segundo a coordenadora de Marketing do Diário, Cláudia Zeber, a comunidade abraçou a ideia. “Estamos satisfeitos. Todos os serviços oferecidos tiveram muita procura.” Ao todo, foram realizados em torno de 2.000 atendimentos.

O prefeito Donisete Braga (PT), que prestigiou o evento pela manhã, fez questão de elogiar. “O Diário e seus parceiros estão de parabéns.”

Esta edição foi patrocinada pela Braskem.

Participantes recebem orientações de maquiagem

MAUA 2Não é segredo para ninguém que uma maquiagem benfeita tem o poder de modificar o visual e realçar a beleza de qualquer mulher. Durante o Diário do Grande ABC nos Bairros, 20 delas – entre jovens e adultas – participaram da palestra de automaquiagem. “Minha autoestima está la em cima”, festejou a cuidadora de idosos Liduina Oliveira, 34 anos. Mas ela conta que nem sempre foi assim. “Antes eu me maquiava totalmente errado. Hoje pude aprender direitinho, foi ótimo.”

A consultora de beleza Maria Lucileide de Sousa, 49, foi a responsável por proporcionar esse momento prazeroso na vida de Liduina e de todas as outras participantes da ação gratuita. “A minha maior satisfação é poder deixar qualquer mulher linda”, declarou.

Depois da palestra, a cuidadora de idosos chegou a uma conclusão: “Não existe mulher feia. O que existe é mulher malcuidada.”

Segurança e Saúde se destacam

MAUA 3AES Eletropaulo apresentou palestra para estimular reflexão sobre riscos de acidentes na rede elétrica; massoterapia atraiu grande público

Nem sempre acidentes na rede elétrica são ocasionados por falhas na distribuição. Em algumas ocasiões, a causa pode estar dentro das casas. De olho nesse risco, a AES Eletropaulo trouxe ao Diário do Grande ABC nos Bairros a palestra Segurança com a População – Uso Consciente e Seguro da Energia Elétrica.

“Já presenciei muitos acidentes ao longo dos meus 15 anos na profissão. Parte deles foi por falta de informação da pessoa”, declarou o eletricista da AES Eletropaulo Francisco Raimundo do Nascimento, 45 anos.

Em 15 minutos, os profissionais da companhia simularam acidentes que podem acontecer em uma residência, como curto-circuitos e sobrecarga em adaptador de tomada. “Descobri que fazia muitas coisas erradas. Serei mais cautelosa agora”, contou a vigilante Regiane Marques, 38 anos.

O pequeno Murilo, 7, que fez companhia para mãe, conta o que aprendeu. “Não devo soltar pipa próximo aos fios de alta-tensão e nunca colocar as mãos em um fio energizado. Devemos sempre chamar uma pessoa preparada”, explicou.

Massoterapia

MAUA 4Quem buscou relaxamento muscular encontrou nas mãos de Maria Cláudia Soares, 42, a solução. Ela é massoteraeuta há cinco anos. “Hoje em dia as pessoas vivem tensas e estressadas.”

A massoterapia é o tratamento por meio de diferentes técnicas de massagem com finalidade terapêutica. “Muitos ainda têm preconceito e confundem o real sentido da profissão. Precisa haver mais divulgação”, lamentou. A manicure Adriana Mendes, 29, recebeu a massagem por 15 minutos. “Precisava disso. Realmente é muito bom!”